Entenda Porque Somos Diferentes

Digitalizar é pensar no futuro. É despertar para a nova era e derrubar fronteiras. Com a evolução do Design Thinking e flexibilidade cognitiva, confiar na tecnologia como estratégia é destacar-se através da disruptura.  Na 5ERA, transformação digital é o foco dos nossos projetos. Incluímos inovação em todos os passos.

H2H

Human to Human é reconhecer o ser humano como o centro de tudo. No tempo pós normal, a tendência é humanizar relações, priorizar momentos e ser pensadores globais. É necessário investir em uma interação de pessoas para pessoas. O B2B (Business-to-business) e B2C (Business-to-consumer) são conceitos conservadores que não correspondem mais aos anseios do mundo digitalizado e conectado. A comunicação personalizada e menos automática aproxima a persona de marcas e instituições.

Mathematical Thinking

Mathematical Thinking está relacionado ao pensamento lógico. Mas, não refere-se à mesma matemática ensinada nas escolas. Profissionais o utilizam para identificar soluções para problemas reais, que podem emergir do cotidiano ou do campo científico. Mathematical Thinking é a chave para desenvolver habilidades mentais que provocam o pensamento fora da caixa. Aprimora a imaginação, a expressão e também auxilia no processo de descrever situações e criar conexões.

Big Data

Tomar decisões precisas, reduzir custos e aumentar a produtividade é o que torna o Big Data valioso na definição de estratégia de Marketing. Basicamente, é a análise de um grande conjunto de dados complexos. Por exemplo, informações contidas em redes sociais, publicações dos usuários, geolocalização, vídeos, fotos, comportamento… Todas essas atividades geram dados muito importantes. Como não são padronizadas, são classificadas como não estruturadas. Para interpretá-las, cientistas de dados utilizam ferramentas e softwares qualificados.

Mas, o Big Data vai muito além do Marketing. Contribui para os avanços tecnológicos, gera eficiência, influencia no desenvolvimento de novos produtos e é um dos fatores principais na construção de cidades inteligentes.

Fisital

A transformação digital altera o rumo dos produtos e a dinâmica competitiva das empresas. Executar operações físicas e digitais de forma independente desvia a comunicação. O foco atual é transitar entre os dois ambientes. Este é o conceito FISITAL, unir o online e offline. Anos atrás, a perspectiva era de que tudo seria feito virtualmente, mas hoje, a experiência física é ainda mais necessária. Permitir que o cliente transite nos meios de comunicação é a evolução do Omni Channel.

Mobile First

Focado na arquitetura e estruturação de layout, o conceito Mobile First prioriza a criação de websites com navegação facilitada e intuitiva em dispositivos móveis. Hoje, a tela do celular é a principal plataforma de acesso dos visitantes.  Interpretar o comportamento do consumidor e  desenvolver soluções interativas para o ambiente mobile em primeiro plano, é fundamental para uma estratégia eficiente. Complementares, os sites nos desktops, além de conter design responsivo, a produção e a exibição dos conteúdos devem ser planejadas de forma funcional para a experiência do usuário.

Socio Física

Através de tecnologia, sensores e conceitos da física, a Socio Física analisa interações sociais humanas. Pode ser aplicada à questões de gestão organizacional, planejamento urbano e privacidade digital. É a nova concepção dos fenômenos sociais.

Inteligência Artificial

Similar à capacidade de raciocínio humano, é um ramo da ciência da computação que explora a possibilidade de máquinas de tomarem decisões, resolverem problemas e serem inteligentes.

Destinados a ajudar a sociedade, os robôs dotados dessa tecnologia, podem ser aplicados em diversos setores e também no dia a dia das pessoas.

Avanços em pesquisas na área da saúde, medicina preditiva, cirurgias através de computadores, luta contra o câncer,  análise de dados jurídicos, conservação do meio ambiente, economia de energia e até recomendações de beleza através de reconhecimento facial. O campo de atuação da Inteligência Artificial é bastante amplo e garante o avanço de desenvolvimento em todas as áreas.

Com essa ferramenta, transformar o impossível em realidade se torna uma característica do século XXI. Desde explorar o espaço até encontrar a cura de doenças.

Robots

Os robôs ajudam os humanos e constróem um futuro próspero em diversos segmentos. Tanto os modelos industriais como os humanoides. Com a indústria 4.0, os processos nas fábricas serão cada vez mais automatizados. Unidos aos dados em nuvem, distribuem informações em tempo real. Isso gera produtividade e evita a má funcionalidade de máquinas. Programados para executar movimentos rápidos e padronizados, os robôs também podem realizar tarefas que elevam os resultados da indústria e protegem os seres humanos de possíveis riscos.

Os humanoides, são desenvolvidos para interagir através de Inteligência Artificial e computação cognitiva. São sociáveis e trabalham de forma autônoma ou programada com reconhecimento facial. A hotelaria, mercado financeiro, área médica, serviços em aeroportos e setor de eventos estão se adaptando para receber as máquinas inteligentes no dia a dia. Entre as habilidades, os robôs também recolhem e armazenam informações.

Cloud

A computação em nuvem atua com servidores, capacidade alta de armazenamento, banco de dados, redes, softwares e inteligência para garantir segurança de informações e poder de processamento. Na era conectada, centralizar informações em uma plataforma é complementar ao serviço de Cloud.

IoT

A Internet das Coisas (Internet of things), originou-se em  1999 no Massachusetts Institute of Technology (MIT) inicialmente para o controle da indústria farmacêutica sobre os remédios.

Ao passar do tempo, a ideia da conexão da Internet em objetos físicos via sensores, através da combinação da identificação por Radiofrequência (RFID) e Wireless Sensor Network evoluiu. A junção dessas tecnologias é o que viabiliza a conexão entre dispositivos e entrega praticidade ao dia a dia dos usuários. Entretanto, o campo de aplicabilidade de IoT é muito amplo.

Hoje, na quinta era da computação cognitiva, Machine Learning, cidades inteligentes, Big Data e Indústria 4.0 estão transformando o mundo. A IoT está construindo a inteligência coletiva. Em breve, as fronteiras dos planetas serão rompidas e o limite será o espaço.